sábado, 9 de fevereiro de 2019

Aproximadamente cinco elementos Participaram da morte do vigilante. Confira !




Logo após a constatação da morte de Antônio Laurindo Gonçalves, 57 anos, no início da manhã desta sexta-feira (08/02), no Bairro Mendonça Clark, em Parnaíba, uma guarnição militar composta pelo tenente Daniel e o sargento Farlon Machado iniciaram investigações ao saber que o autor seria um jovem de apelido “Zé Galinha”.


O sargento Farlon Machado recordou que dispunha da cópia de um mandado de prisão em desfavor de Mateus Ferreira dos Santos, 22 anos, que tem esse apelido, e que tem endereço no Bairro São José. À Rua Vera Cruz foi efetuada a prisão de Mateus, que estava foragido, e foi conduzido para a Central de Flagrantes.
Uma guarnição da Polícia Militar, comandada pelo sargento Jesus Carvalho, tentava conter a ação de moradores que revoltados tentavam linchar Bryan de Araújo Veras, 22 anos, suspeito na participação da morte do vigilante Antônio Laurindo Gonçalves, 57 anos, foi encontrado na manhã desta sexta-feira (08/02), no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) do Bairro Mendonça Clark, em Parnaíba. Bryan Veras estava refugiado em uma casa abandonada às margens do rio Igaraçu.


Segundo o sargento Farlon Machado, chegando ao local viu que o acusado era um foragido da Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira. O indivíduo foi algemado e levado para Penitenciária Mista de Parnaíba, onde Lauro Pio forneceu o mandado de prisão contra Bryan. depois o serviço reservado repassou outro mandado de prisão em desfavor do acusado que foi levado para a Central de Flagrantes.

Em vídeo uma criminosa confessando o relatos do crime:




Por Daniel Santos