quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Homem que aparece em vídeo torturando meninas se apresenta à polícia

VÍTIMAS TINHAM 13 E 17 ANOS 
Um homem de 47 anos que aparece agredindo duas meninas, de 13 e 17 anos, se apresentou à polícia de Indaial (SC), no Vale do Itajaí, nesta quarta (27/11), mas preferiu permanecer em silêncio. A Polícia Civil está investiga o caso de tortura. As informações são do G1.

Segundo a emissora NSC TV, o suspeito, que é padrasto e pai delas, já tem um boletim de ocorrência registrado contra ele por violência doméstica. Pai e mãe tinham a guarda compartilhada das filhas.

PUBLICIDADE

A polícia tomou conhecimento do caso porque o vídeo foi parar nas redes sociais. Após receber a filmagem, a mãe das crianças também apresentou o material aos policiais.
Reprodução

No vídeo, o homem aparece espancando as vítimas enquanto a outra filha dele, de 11 anos, é obrigada a filmar as agressões.

As vítimas foram ouvidas por uma psicóloga e disseram que a violência teria ocorrido porque o pai não aceitou a gravidez da enteada, que já tem um filho, um bebê que também aparece no vídeo no colo dela enquanto leva tapas no rosto.

Além da ocorrência registrada em 2014 por violência doméstica contra a ex-esposa, mãe das meninas, agora ele pode responder também por crime de tortura e lesão corporal.