domingo, 26 de abril de 2020

Magalhães de Almeida está entregue à própria sorte: Profissionais da Saúde anunciam paralisação em plena Pandemia

Magalhães de Almeida: Tadeu Sousa ignora determinação da OMS e profissionais de Saúde anunciam paralisação na próxima segunda por falta de EPIs



Após inúmeras denúncias de vereadores e pela imprensa local, o descaso que vive a gestão de Tadeu Sousa e o abandono com a saúde pública em plena pandemia mundial de COVID-19, pedimos ao Público do Maranhão que ajuize, uma ação, com um pedido de tutela de urgência com o objetivo de obrigar o Município de Magalhães de Almeida a fornecer Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) aos profissionais de saúde e de apoio da rede municipal. 


Os R$ 78.125,52 (SETENTA E OITO MIL, CENTO E VINTE E CINCO REAIS E CINQUENTA E DOIS CENTAVOS) repassados pelo Governo Federal exclusivamente para o combate do COVID 19, até o momento não teve um centavo destinado a esse fim.


Nesta quarta-feira 22, enfermeiros de todo o município, técnicos e Agentes Comunitários de Saúde, protocolaram na Secretaria de Saúde de Araioses um oficio conjunto, solicitando por mais uma vez os equipamentos de proteção básicos necessários aos profissionais que estão na linha de frente no combate do Covid 19 no município. 

Os profissionais deram até segunda feira 27, como prazo final para a prefeitura fornecer tais equipamentos. “Estamos lidando com uma situação de vida ou morte e somente o senhor prefeito, no seu refúgio em Parnaíba, parece não estar preocupado com a situação em MAGALHÃES ”, disse um ACS.
Odair Silva