sexta-feira, 24 de abril de 2020

Ventilador desenvolvido no Piauí para vítimas da Covid-19 será fabricado no Ceará

CORONAVÍRUS: O protótipo está em fase de apresentação e testagem em Fortaleza aguardando a autorização cedida pelas competências da saúde e governo.

Piauiense Kelson Sales desenvolveu um ventilador pulmonar mecânico de baixo custo, o modelo é usado no tratamento de pacientes com Covid-19. Ele é professor da Universidade Federal do Delta (UFDPar) e funcionário do Hospital Estadual Dirceu Arco Verde (HEDA), em Parnaíba, a 335 quilômetros de Teresina.

Ao Piauihoje.com, o fisioterapeuta disse que toda a população se beneficiaria, caso o protótipo seja produzido em larga escala, pois, estaria disponível no mercado um equipamento necessário que está escasso e o preço seria bem mais acessível em relação ao ventilador pulmonar mecânico convencional.

Kelson enviou o projeto para uma empresa em Fortaleza – Ce. A empresa mostrou interesse e o processo de homologação está em andamento. Devido a burocracia e tramites industriais, ainda não é possível saber a razão social da junta comercial que poderá fabricar os ventiladores.

“Geralmente a tramitação junto às autoridades da saúde e do governo demora um pouco. Mas
acredito que como o produto seja de interesse público no cenário atual a burocracia irá se desencadear mais rápido”, comentou Kelson sobre o protótipo.




O desenvolvimento é fruto de uma parceria do Serviço Escola de Fisioterapia (UFDPar) com o HEDA. O equipamento já passou pela fase de teste em pulmão artificial e demonstrou bom desempenho e segurança. Segundo Kelson Sales, o ventilador mecânico pode ser aplicado na urgência, para transporte e para o uso do paciente por longos períodos.

No atual cenário de pandemia, esses equipamentos estão inflacionados e escassos no mercado. A média de preço de um ventilador mecânico convencional é em torno de US$ 15 mil, enquanto o ventilador desenvolvido em Parnaíba é aproximadamente US$ 400.

Fonte: Piauí Hoje