quinta-feira, 18 de junho de 2020

Prefeito Kim do Caranguejo firma contrato de R$ 166 mil reais com empresa denunciada na "Operação Gangrena" da Policia Federal


A pandemia do Coronavírus (COVID-19) tem sido um apetitoso cardápio para atos administrativos de agentes públicos de forma obscura e sem transparência. Gestores e empresários tem feito um verdadeiro toma lá dá cá e a população, nem como ministério público estão vigilantes para tais atos. 
Na cidade de Luís Correia, no norte do Piauí, mais um contrato chamou atenção da população. O Prefeito Kim do Caranguejo (Progressistas), contratou por dispensa de licitação, a empresa Distrimed Comércio e Representações LTDA, que foi denunciada à Justiça Federal na “Operação Gangrena”, deflagrada pela Policia Federal, em novembro de 2012, para desarticular o esquema especializado em desvio de recursos públicos do SUS (Sistema Único de Saúde). 
A dispensa foi para compra de testes para controle positivo de Covid-19, no valor de R$ 166.000,00 (cento e sessenta e seis mil reais). A ratificação da dispensa traz como data de publicação o dia 8 de junho de 2020, conforme publicada no diário oficial dos municípios. 
A Distrimed, na Operação Gangrena, é acusada de receber indevidamente R$1.001.252,54 (um milhão, um mil e duzentos e cinquenta e dois reais e cinquenta e quatro centavos). A empresa contratada pelo Prefeito Kim do Caranguejo ainda é alvo de três ações por improbidade administrativa na Justiça Federal no Piauí.
Veja os links de denuncias:
O prefeito não foi localizado e nem assessores quiseram comentar a denuncia.