terça-feira, 14 de julho de 2020

Empresários se preparam para reabrir pousadas em Barra Grande

A Associação dos Empresários de Barra Grande (PI) está se mobilizando para conseguir a antecipação da reabertura dos estabelecimentos ali localizados.
Empresários de Barra Grande em reunião - Foto: Reprodução/Instagram

A Associação dos Empresários de Barra Grande (PI) está se mobilizando para conseguir a antecipação da reabertura dos estabelecimentos ali localizados. Em reunião recente com o prefeito de Cajueiro da Praia (município ao qual pertence o povoado), os donos de pousadas, restaurantes, bares e comércios pediram que seja repensada a data da retomada.

Conforme o decreto estadual assinado pelo governador Wellington Dias, o retorno das atividades de restaurantes está previsto para esta segunda-feira (13), enquanto os serviços de hospedagem (pousadas e hotéis) devem retornar a partir de 24 de agosto. Tal determinação foi seguida pelo prefeito de Cajueiro da Praia, Dr. Girvaldo, que decretou a retomada nas mesmas datas estabelecidas pelo Governo do Estado.
Diante disso, os empresários decidiram se mobilizar para reivindicar a reabertura imediata, uma vez que, segundo eles, todos os protocolos estão sendo seguidos nos estabelecimentos, de forma a garantir uma abertura com mais segurança.

O médico e empresário Ariosto Ibiapina, proprietário da pousada BGK, informou ao GP1 neste domingo (12) que a associação já se reuniu com o prefeito Dr. Girvaldo, que se manifestou a favor da solicitação do grupo.

“Todas as pousadas já prepararam os seus protocolos de segurança baseados nas orientações da OMS [Organização Mundial da Saúde], do Ministério da Saúde e do Turismo. Seguimos todas as exigências dos protocolos indicados por esses órgãos e treinamos os nossos colaboradores para atender bem e com segurança os nossos hóspedes. Na reunião manifestamos ao prefeito a determinação de um novo período para reabrirmos os estabelecimentos. Inclusive todos foram inspecionados pela Vigilância Sanitária”, afirmou.

As atividades econômicas estão suspensas em todo o estado desde março, por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19).


Thais Guimarães/GP1 | Edição: Jornal da Parnaíba