domingo, 12 de julho de 2020

Transferência no repasses do Covid-19: Em pouco meses a frente da gestão de Santa Quitéria Aninha do Dr. Junior Basto é notificada



A prefeita de Santa Quitéria Aninha do Júnior Bastos, mal assumiu a prefeitura e já foi notificada pelo TCE, por não apresentar transferência em repasses feitos referentes ao COVID-19.

Preocupada em fazer política, prefeita mal assumiu e já está inadimplente junto ao TCE, isso mostra que nem tudo que parece ser bom na verdade é o melhor.

A prefeita assumiu a prefeitura e começou um trabalho de marketing pesado em cima de sua pré Candidatura em 2020, sendo que nunca almejou tal cargo, sem estar antes a frente da máquina pública e os resultados já começam a aparecer.

E gostaríamos de deixar bem claro que nosso blog trabalha com fatos e provas, mais que dá amplo espaço de defesa a pré Candidata: 

O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO MARANHÃO (TCE-MA) INGRESSOU COM REPRESENTAÇÕES CONTRA 14 MUNICÍPIOS MARANHENSES QUE NÃO APRESENTARAM TRANSPARÊNCIA NO USO DE VERBAS PÚBLICAS PARA AÇÕES CONTRA A COVID-19. SÃO ELES:

ALTAMIRA DO MARANHÃO
CAPINZAL DO NORTE
CENTRAL DO MARANHÃO
CENTRO NOVO DO MARANHÃO
GODOFREDO VIANA
GOVERNADOR NEWTON BELLO
MIRANDA DO NORTE
MONÇÃO
PRESIDENTE VARGAS
SANTA LUZIA
SANTA QUITÉRIA DO MARANHÃO
SÃO VICENTE FERRER
SÍTIO NOVO
TURIAÇU
SEGUNDO O TCE, TODOS ESSES MUNICÍPIOS NÃO CRIARAM UM LOCAL NA INTERNET PARA DIVULGAÇÃO DAS CONTRATAÇÕES REFERENTES AO COMBATE A COVID-19, CONFORME A LEI N° 13.979/2020.


ALÉM DA CRIAÇÃO DO ESPAÇO NA INTERNET PARA DIVULGAÇÃO DOS CONTRATOS, O TCE QUER MULTA DE R$ 2 MIL POR CONTRATAÇÃO NÃO INFORMADA EM PORTAL DE TRANSPARÊNCIA.