sexta-feira, 7 de agosto de 2020

NOTA DE REPÚDIO

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, texto que diz "GP1 POLITICA- POLICIA CIDADES- COLUNAS- TRETENIMENTO (86)98128-2352 Buscar ESPORTES BIZARRO Últimasnotícias: Homemé NÃO DÊ FOLGA PARA SUA CONSCIÊNCIA entarestuprar enteada Sebebra Polícia Federal investiga prefeito Ronaldo Gomes pelo crime de apropriação apropr indébita previdenciária Oinquérito policia instaurad requisição spenais Secretaria FAKE MELHOR NEWS TVGP1 150 ::1E Mercado"

O prefeito Ronaldo de Sousa Azevedo, vem perante a população repudiar veementemente, tanto a matéria veiculada na manhã deste dia 07/08/2020, atraves do portal de notícias gp1, intitulada " POLÍCIA FEDERAL INVESTIGA RONALDO GOMES PELO CRIME DE APROPRIAÇÃO INDEBITA PREVIDENCIÁRIA", como o próprio comportamento nada ético do veículo de comunicação, que ao publicar tal matéria seja ao gosto de quem for, tenta macular e denegrir a imagem do gestor Ronaldo Gomes.

O portal assim como outros veículos, faltaram com a verdade, quando se aproveitando , tentaram imputar atos de improbidade ao gestor que aconteceram em 2014, quando Ronaldo Gomes não era prefeito. O governo do atual gestor de luzilandia, teve início no ano de 2017, uma distância de tempo importante e esclarecedora para a análise dos fatos.


Ocorre que em 2016, via receita federal iniciou - se uma apuração atraves de auditoria, que só encerrou - se em 2018, quando Ronaldo Gomes já era prefeito. Porém, os documentos investigados, eram referentes ao ano de 2014. A fiscalização em seus resultados, gerou altos de infração, que culminaram em inúmeros débitos, quando quem assumia a gestão não era Ronaldo Gomes.

Dividas cumuladas como esta, somam valores astronômicos, que durante todo o percurso do governo do prefeito Ronaldo Gomes, produziram vários entraves, frutos da ingerência de outros gestores. Estes sim, investigados .

Torna - se absurdo e imoral, a maneira como os adversários do atual governo, usam o poderio da mídia para atacar a imagem da gestão.

O portal gp1, e outros que reproduziram sua matéria, irresponsavelmente mentiram, quando disseram que o prefeito Ronaldo Gomes foi procurado para dar esclarecimentos sobre o assunto.

Ainda na manhã de hoje, a assessoria de comunicação do prefeito, enviou e-mail que o orgão noticioso se retratasse, o que até o tempo determinado não aconteceu.

Feitos assim, não correspondem a natureza do jornalismo limpo e da boa informação.

O citado veículo como outros, deveriam de fato mostrar quem realmente é investigado por atos de improbidades administrativas.

Ao fim, o gestor e toda a população sabem que a verdade prevalecerá.