sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Uma multidão comparece para o último adeus ao jornalista Kairo Amaral



O jornalista Kairo Amaral Rezende foi sepultado no Cemitério Jardim Eterno em Parnaíba. Ele sofria de rabdomiossarcoma, que é um tipo de câncer que se desenvolve em partes moles.

Em clima de grande comoção, o corpo do jornalista Kairo Amaral, de 24 anos, que morreu na madrugada desta quinta-feira (17/09) vítima de câncer, foi sepultado nesta tarde no Cemitério Jardim Eterno, no município de Parnaíba. 

Centenas de pessoas, viaturas do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar do Piauí- PMPI e Polícia Rodoviária Federal - PRF acompanharam o cortejo que levou o corpo do jornalista até o cemitério onde foi sepultado.

Segundo o correspondente da Rede Meio Norte, Carlo Mesquita, enquanto o cortejo passava pelas ruas da cidade, uma multidão foi se formando para acompanhar e homenagear Kairo Amaral. Palmas foram ouvidas em todo percurso.


O prefeito de Parnaíba, Mão Santa (DEM) esteve presente no velório e sepultamento do jornalista e decretou luto oficial de três dias na cidade pelo falecimento de Kairo Amaral.

De acordo com o decreto municipal Nº 579/2020, assinado pelo chefe executivo, Kairo Amaral prestou serviços relevantes e foi destaque no rádio e na televisão enquanto atuou como jornalista em Parnaíba. Com isso, ficou estabelecido luto oficial por três dias, em todo o território.

Entenda o caso

Na manhã desta quinta-feira, 17 de setembro, veio a óbito o jornalista Kairo Amaral, aos 24 anos, vítima de câncer no braço. Kairo morreu por volta de 04h30 em sua residência após paralisação total dos rins e uma parada cardíaca.

O jornalista sofria de rabdomiossarcoma desde o ano de 2019, que é um tipo de câncer que se desenvolve em partes moles, atingindo principalmente crianças e adolescentes até 18 anos. Este tipo de câncer pode surgir em quase todos os locais do corpo, uma vez que se desenvolve onde existe músculo esquelético, no entanto, também pode surgir em alguns órgãos como bexiga, próstata ou vagina.

Kairo atuou como correspondente do litoral e região na Rede Meio Norte onde deu início a uma carreira promissora. Quando descobriu o câncer, Kairo era correspondente da TV Clube do Piauí, afiliada da Rede Globo.

Fonte: Meio Norte